terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Carl Großmann



Carl Friedrich Wilhelm Grossmann,  comumente chamado Carl Großmann, nascido em 13 dezembro de 1863 e falecido em 5 de Julho de 1922), foi um serial killer alemão. Ele cometeu suicídio enquanto se aguarda a execução sem dar uma confissão completa deixando a extensão de seus crimes e motivos desconhecidos. Não se sabe muito sobre a vida de Carl Grossmann, exceto que ele gostava de sadismo sexual e que cumpriu algumas condenações por abuso sexual de crianças. Em 21 de agosto de 1921, Großmann foi preso em sua casa em Berlim após vizinhos ouvirem gritos e ruídos fortes, seguidos por silêncio. A polícia fez vasculhou sua casa e encontrou uma jovem mulher assassinada recentemente, o corpo foi encontrado em cima da cama. Großmann foi levado sob custódia pela polícia e acusado de assassinato em primeiro grau. Vizinhos relataram que era comum ver ele com mulheres profissionais do sexo , ao longo de seus últimos anos, a maioria eram mulheres jovens com aparência de indigentes. Os vizinhos relataram também que uitas iam para o apartamento, mas poucas eram vistas saindo dele. Durante a I Guerra Mundial , Großmann vendia carne no mercado negro, e ainda teve uma banca de cachorro-quente na estação de trem nas proximidades. Acredita-se que a carne era dos restos mortais de suas vítimas, seus ossos e outras partes não comestíveis eram jogados no rio. Quantas vítimas Großmann fez não é conhecido. Apenas o corpo de sua última vítima foi encontrado, juntamente com manchas de sangue no apartamento que indicava que pelo menos três outras pessoas foram assassinados nas últimas semanas. Alguns sugeriram que até 50 jovens frequentaram o apartamento de Grossmann e que essas acabaram sendo assassinadas, esquartejadas e comidas pelos clientes inocentes de Grossmann. Carl Großmann foi julgado por assassinato e condenado à morte . Antes de sua sentença fosse cumprida, ele se enforcou em sua própria cela.

O livro Die Bestie vom Schlesischen Bahnhof, de Horst Bosetzky que depois se tornou um documentario televiso se baseia nesses acontecimentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

<