segunda-feira, 14 de junho de 2010

Ibrahin e Henrique Oliveira


Os irmãos Oliveira, Ibrahin, nascido em 1976, e Henrique, nascido em 1974, em Nova Friburgo, Rio de Janeiro, conhecidos como “irmãos necrófilos” eles tornaram-se assassinos procurados em 1996 acusados pelo assassinato de nove pessoas na região serrana do Estado, desde 1995. Os cadáveres de sete das vítimas foram violados sexualmente, segundo a perícia. A Polícia Militar cercou os irmãos Ibrahin e Henrique de Oliveira, no alto da montanha dos Pinéis, em Riograndina, distrito de Nova Friburgo (a 130 km da capital Rio de Janeiro.A caçada aos supostos “irmãos necrófilos” mobilizou cerca de 250 policiais e pelo menos cem aventureiros estimulados pela recompensa de R$ 5 mil prometida pela Prefeitura de Nova Friburgo.O cerco na montanha dos Pinéis foi montado porque um dos irmãos teria sido visto no local por pessoas que estavam no sítio do comerciante Hélio da Fonseca.Alertados, os homens do Bope subiram a montanha correndo, enquanto cerca de 20 lavradores da região se posicionaram com carabinas, revólveres e facões nas trilhas de descida, impedindo a fuga. A montanha dos Pinéis é coberta por florestas. Seus acessos são quase todos de pedra lisa. Ela tem cerca de 300 metros de altura. A subida principal é pelo lugarejo Janela das Andorinhas, próximo à divisa entre Nova Friburgo e o município de Sumidouro.Um dos irmãos possivelmente Ibrahin, que é mais baixo e forte já havia sido visto na região por homens do Bope, do 11º BPM (Batalhão de Polícia Militar), em Nova Friburgo, e por moradores da região. Ibraim foi morto por um policial, que o encontrara na floresta. O irmão fugiu. Foi preso meses depois. Acusado de praticar necrofilia (sexo com cadáveres) e de matar oito pessoas, o lavrador Henrique Oliveira foi condenado a 34 anos de prisão pelo Tribunal do Júri de Nova Friburgo. Os sete jurados consideraram Henrique culpado da acusação de ter matado, na cidade, em janeiro de 1995, o vigia João Carlos Maria da Rocha. Oliveira também foi considerado culpado da acusação de, na mesma ocasião, ter estuprado Elizeth Ferreira Lima, principal testemunha do caso. Rocha e Elizeth namoravam perto de um riacho quando foram atacados pelos irmãos Henrique e Ibraim Oliveira. Elizeth sobreviveu porque se fingiu de morta. No período entre 1995 e 96, os irmãos assassinaram, segundo a polícia, seis mulheres, uma criança e o vigia. Depois de mortas, as mulheres eram violentadas e esquartejadas, segundo os laudos do Instituto Médico Legal. No julgamento, Oliveira disse que apenas teria visto o irmão cometer os assassinatos

O filme "Eles comem sua carne" tem como inspiração esses acontecimentos.

10 comentários:

  1. Esses dois homens, eram dois animas!!!
    credooo!!

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. eu ouvi boatos que um deles esta nas rua de nova friburgo de novo é verdade ?

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Não é verdade, continua preso, eu moro em Nova Friburgo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas já já ele esta na rua! Só não saiu ainda porque não deve estar querendo, por medo, já que perdeu o comparsa. Se não a Maria do Rosário e o direito dos manos já tinha agido! Guilherme de Pádua e a mulher dele não esquentaram cela nem por 10 anos somando o tempo de cadeia dos dois!

      Excluir
  6. Boa tarde: Mais um triste exemlo da violência no Brasil... E no RJ! Essa região (NOVA FRIBURGO) - mostra ser tão pacata; se comparada ao resto do Estado.
    Também sou do RJ, só que resido no RS há tempos: e aqui as coisas não estão fáceis. E agradeço por nada ter me acontecido aqui.
    Em relação aos tais irmãos aqui abordados: soube disso numa edição da VEJA, onde só de ler PARTE DA HISTÓRIA JÁ ASSUSTAVA... Inclusive aparecia em jornais daqui (até num JORNAL ELETRÔNICO!). Quando o pior destes foi dizimado (ser polido até ajuda!), saiu na reportagem COMUNIDADE DE TAL CIDADE GANHA UM PRESENTE DE NATAL... Parece que viver SEGURO/EM PAZ seria um presente para tal ocasião_pois isso foi no final de 95.
    Li (nem lembro onde) a história dessa familia... A gente reclama da nossa e se vemos outras piores: estamos é bem! Parece que o pai destes tentou matar os irmãos com um machado e acabou sendo envenenado, e um destes chegou a ABUSAR DE UMA IRMÃ E ESTA ENGRAVIDAR... E a mãe exigiou que tirasse a criança porque TER FILHO DO IRMÃO SERIA PECADO!
    Uma vez, uma pessoa familiar minha me disse que o irmão que sobrou acabou sendo morto: e pelo que leio aqui... Está vivo!
    Vale salientar nessa matéria aqui que PERIGO OCORREM EM TODO O LUGAR; o que há de programas (a maioria reprisados) que envolve CRIMES DO TIPO - mais uma prova de que a MENTE HUMANA DEVE SER ENTENDIDA MESMO.
    Inflizmente, novas modalidades de crimes - golpes surgem; o negócio seria ter cautela: o mundo está cada vez pior.
    E que vivemos num ambiente seguro (menos caótico).

    Valeu,
    Rodrigo

    ResponderExcluir
  7. O Henrique eu acho que está preso ainda, minha mãe conheceu eles, minha tia brincava e ia a igreja com eles.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Fala ae meu amigo, o q sua mãe e tia fala sobre a infância deles? Pq esses animais ja deviam mostrar um comportamento super estranho.

    ResponderExcluir

<