sábado, 5 de setembro de 2009

Marcelo Costa de Andrade

Marcelo Costa de Andrade é conhecido como o “Maníaco” ou “Vampiro” de Niterói. Ele, um garoto com cara de filhinho de papai de aparência inofensiva, é na verdade um psicopata religioso, um dos mais famosos seriais killers do Brasil. Filho de imigrantes pobres do Nordeste, Marcelo cresceu na favela da Rocinha, no Rio de Janeiro. Ele viveu sem água corrente e apanhava regularmente do seu avô, do seu padrasto e da sua madrasta. Quando tinha 10 anos foi abusado sexualmente. Aos 14 começou a se prostituir para viver. Ele foi enviado para um reformatório, mas escapou. Aos 16 anos ele começou um relacionamento homossexual com um homem mais velho. Aos 17 anos tentou estuprar seu irmão de 10 anos. Quando ele tinha 23 anos terminou sua relação homossexual e ele voltou a morar com sua mãe e seus irmãos que se mudaram para Itaboraí, cidade próxima a São Gonçalo, região metropolitana do Rio de Janeiro. Lá encontrou emprego distribuindo panfletos de uma loja do bairro de Copacabana. Ele também entrou para a Igreja Universal do Reino de Deus e começou a ir à igreja quatro vezes por semana. Apesar de algumas idiossincrasias e seu estranho e incoerente sorriso, sua vida parecia normal. Isto é, até Abril de 1991, quando aos 24 anos, ele começou a matar.Ao longo de um período de nove meses Marcelo registrou 14 mortes. Suas vítimas eram meninos de rua que ele atraia para áreas desertas, estuprava e estrangulava. Ele também praticava necrofilia, decapitou um dos meninos, esmagou a cabeça de outro, e, em duas ocasiões, bebeu o sangue das vítimas. Mais tarde, ele confessou que sua sede vampírica foi simplesmente para "tornar-se tão bonito quanto os meninos”. Violência no Rio é comum e a contagem de corpos por dia é tão grande que as autoridades nunca suspeitaram que o crescente desaparecimento de meninos pudesse ser trabalho de um serial killer. Geralmente eles são vítimas de grupos de extermínio. Andrade confessou: "Eu preferia garotos porque eles são melhores e tem a pele macia. E o pastor disse que as crianças vão automaticamente para o céu quando morrem antes dos treze. Então eu sei que eu fiz um favor os enviando para o céu". Em dezembro de 1991 sua matança chegou ao fim quando ele "se apaixonou", pelo garoto de dez anos Altair de Abreu e poupou sua vida. Marcelo encontrou o jovem e seu irmão de seis anos de idade Ivan no terminal de ônibus de Niterói. Ele lhes ofereceu dinheiro para ajudar a acender velas para um santo na igreja de São Jorge. O sobrevivente à polícia: "Nós estávamos indo para uma igreja, mas como quando estávamos atravessando um terreno vazio, Marcelo virou Ivan e de repente começou a estrangulá-lo. Fiquei com tanto medo que eu não consegui fugir. Eu vi com atenção o horror, lágrimas escorriam pelo meu rosto, como ele matou e estuprou meu irmão. Quando ele tinha acabado com Ivan, ele se virou para mim, me abraçou e disse que me amava". Então ele convidou Altair para morar com ele. Assustado com a morte do irmão, o rapaz concordou em passar a noite com Marcelo no meio de arbustos. Na manhã seguinte, o assassino e o levou seu amado Altair para trabalhar com ele. Quando chegaram o escritório estava fechado. O jovem aterrorizado conseguiu escapar. Ele pegou uma carona no caminho de volta para casa e disse à sua mãe que tinha se perdido de seu irmão. Alguns dias depois, pressionado por sua irmã, o menino disse a verdade. Enquanto isso Marcelo, um assassino verdadeiramente atencioso, voltou à cena do crime para colocar as mãos de sua vítima dentro da cueca ”para que os ratos não pudessem roer os seus dedos”. Quando a família de Ivan foi à polícia, Marcelo, que manteve a sua rotina diária, foi preso calmamente na loja onde trabalhava no Rio de Janeiro. "Eu pensei que você ia vir ontem", disse aos policiais. Inicialmente, a polícia pensou que o assassinato de Ivan era um caso isolado. No entanto, dois meses depois, a mãe de Marcelo foi chamado para depor sobre o estranho comportamento de seu filho. Uma noite, ela disse, ele saiu de casa com um facão "para cortar bananas". Ele retornou na manhã seguinte sem bananas. Em poucos dias Marcelo confessou 14 assassinatos e levou a polícia aos restos mortais de suas outras vítimas. Ele perguntou para policiais, se alguma vez pelo mundo, houve algum caso como o dele e disse que matou porque gostava dos meninos e não queria que eles fossem para o inferno. Marcelo chegou a ser internado em um hospital psiquiátrico, mas hoje ele está na cadeia. Em fevereiro de 1997, Marcelo fugiu da cadeia e foi encontrado 1 dia depois no Ceará. Certa vez acreditavam que ele pudesse ter matado uma 15 vítima, dessa vez uma garota, mas, Marcelo disse que não matou nenhuma garota porque nunca gostou de garotas e que matar não adiantava, porque elas não iriam para o Céu de maneira nenhuma.

Em 1992 a Revista Veja publicou uma edição especial sobre esses acontecimentos.

29 comentários:

  1. itaboraí é uma cidade e não uma favela. e não se distribuem panfletos de lojas de copacabana (zona sul do rio de janeiro) em itaborai(cidade próxima a são gonçalo, região metropolitana do rio de janeiro) pois ficam extremamente distantes. favor pesquisar melhor antes de publicar algo.

    ResponderExcluir
  2. Concordo com vc, itaboraí é itaboraí, copa é copa, mas vamos falar a verdade, depois falam que na igreja evangélica não tem pessoas de má indole... olha aí o retrato disso, um necrófilo, pedófilo... maniaco que merece a pena de morte!!!!

    ResponderExcluir
  3. Queria muito saber o que aconteceu com Altair Abreu se ele ainda ainda está vivo pesquisei bastante mas n achei nada sobre ele

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele ficou muito doente e faleceu poucos dias depois do caso ser publicado na mídia.

      Excluir
  4. Eu particularmente me identifico bastante com o Marcelo, tb sofri abusos aos 11 por membro de minha familia e pessoas proximas. hoje com 29 anos ainda as pessoas dizem q meu comportamente é anormal, pois ainda guardo muitos traumas de infancia e tenho muitos pesadelos, porém por outro lado, uma coisa não justifica a outra, fazer o que ele fez é um crime!!!

    ResponderExcluir
  5. Segundo o documentario da Discovery "instinto assassino" o Altair adoeceu gravemente depois do que aconteceu e quando Marcelo fugiu do manicomio ele piorou e foi internado...morrreu alguns dias depois...

    ResponderExcluir
  6. Jamila, sou casado com a irmã de Atair, infelizmente ele morreu de pneumonia, em 1999, era um rapaz muito calado e triste, não tinha estrutura familiar, a mãe deixava eles largados, tanto que eles moravam em santa isabel e estavam perambulando em Niterói, se a minha sogra tivesse mais um pouco de cuidado com os filhos estariam vivos ate hoje.

    ResponderExcluir
  7. Xcalmox,
    No documentário do Discovery afirmam que o sobrevivente morreu anos depois de leucemia. Então na verdade foi pneumonia? Ele conversava sobre o ocorrido?

    ResponderExcluir
  8. bom, segundo a minha cunhada que está passando uns dias aqui na minha casa ele teve pneumonia por dormir no chão, eh que ele não comentava sobre o assunto, mais tinha constantes pesadelos e era uma pessoa meio que sequelado, eu o conheci pouco, apenas 1 ano antes de morrer.eh olha que interessante, eu sou vizinho da residência do assassino e na epoca a criança que ele matou com facão, tirando a cabeça era filho da minha empregada, que era mais um largado pela mãe igual a Altair. eu tinha uns 11 anos na epoca. pode acreditar amigo, o Marcelo so pegava criança que estava na rua largada, a mãe que deixava as crianças largada são co-autoras desses crimes!Deus que me perdoe

    ResponderExcluir
  9. Xcalmox,
    Rapaz, que coincidência mais macabra essa. Seu cunhado faleceu com quantos anos?

    ResponderExcluir
  10. Segundo minha esposa, ele tinha 19 anos.A mãe do Marcelo vende cafezinho nos pontos aqui na minha area ainda, mais não tenho coragem de perguntar nada, eh claro, mais vida que segue

    ResponderExcluir
  11. xcalmox, onde o Marcelo está hj...numa prisao ou no manicomio?

    ResponderExcluir
  12. MÍRIAN disse...
    itaboraí é uma cidade e não uma favela. e não se distribuem panfletos de lojas de copacabana (zona sul do rio de janeiro) em itaborai(cidade próxima a são gonçalo, região metropolitana do rio de janeiro) pois ficam extremamente distantes. favor pesquisar melhor antes de publicar algo.

    não sabe ler ou é cega..........

    ele morava em itaboraí e trabalhava em copacabana e lá distribuia seus panfletos.........

    ResponderExcluir
  13. Só uma coisa, para Mírian, nós não pesquisamos, trabalhamos no departamento de antropoligia de uma universidade federal, recebemos emails, cartas, histórias, publicamos, quanto a pesquisas, agradecemos a ajuda, sempre é válida, não é necessário agressão verbal, apenas construção de uma história, agora irei curar o machucado que te causei arrumando o post, obrigado.

    ResponderExcluir
  14. Mirian, deixa eu te explicar, eu tenho o documentário da Discovery e ví que eles se referem o lugar como "favela manilha" eu moro em manilha e aqui tem tem um sub bairro que parece uma favela mesmo, motivo pelo qual eu acho que eles se referem dessa forma.O documentário aqui descrito é verídico, pode acreditar na seriedade na seriedade do blog. um forte abraço

    Max, segundo consta o Marcelo esta em penitenciaria para loucos em Niterói, mais posso está errado, mais vou verificar para vc.

    ResponderExcluir
  15. Ele está preso num Manicomio Judiciario localizado em Niteroi. Eu fui visitar o Hospital e tive o desprazer de encontrá-lo almoçando com os outros pacientes.

    ResponderExcluir
  16. Sou produtor de filmes. Tenho muita vontade de montar um filme em cima da historia dele. Claro esse filme seria muito falado e muito julgado. talvez seria censurado pela lei.. Mas que a historia dele daria um drama. Isso daria.. Talvez quebrar tabu. Isso começa dentro de casa com a criação.. Se ele é o que é ou foi o que foi. isso tudo foi gerado pela sua infância perturbada..

    ResponderExcluir
  17. Acabei de ver um documentario sobre esse doidim ai no Discovery channel...tv a cabo....o mlki além de gay ainda é doente como todo evangelico.....depois de estuprar matava e passava o sangue das crianças no corpo pois o PASTOR da universal disse que criança é anjo e seu sangue renova e deixa mais bonito!!! TEM BASE?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque todo evangélico é doente?
      Todo preconceito nasce da ignorância. E será que o pastor realmente disse isso? ou foi uma distorção de uma mente doente? Enfim, nós não estávamos lá para saber. Seu julgamento é o mesmo que dizer que todo padre é pedófilo. .. todo macumbeiro é viado...
      Menos preconceito por favor.

      Excluir
    2. Porque todo evangélico é doente?
      Todo preconceito nasce da ignorância. E será que o pastor realmente disse isso? ou foi uma distorção de uma mente doente? Enfim, nós não estávamos lá para saber. Seu julgamento é o mesmo que dizer que todo padre é pedófilo. .. todo macumbeiro é viado...
      Menos preconceito por favor.

      Excluir
    3. E você é outra preconceituosa hipócrita ridícula só por usar a palavra "viado"! Todo crente é doente, demagogo e maligno sim!!! A maioria da população dos Estados Unidos é crente e lá é o pais onde existem mais psicopatas no planeta e eles também tem a maior população carcerária do mundo!!!

      Excluir
  18. Respostas
    1. Tem necessidade de agredir as pessoas desse jeito?

      Excluir
  19. Olá, pessoal.
    Para satisfazer à curiosidade de vocês, posso lhes afirmar que o Marcelo é interno numa instituição penal (de onde dificilmente sairá!).
    Ele recebe assistência Psi, mas tem um comportamente tranquilo, em comparação à maioria de seus colegas internos. Não tem "crises" de violência, e creio que não necessita ser medicado para conviver pacificamente, diante das exigências instituicionais do local onde vive.
    Recebi algumas cartas dele, onde se dizia apaixonado e fazia planos futuros comigo (passeios, namoro etc). Saibam que nunca o incentivei a tal coisa. Nossos contatos se davam dentro de um contexto estritamente profissional. Era meio que um "delírio", uma construção fantasiosa, entendem?
    Quando ele sorria, eu ficava arrepiada! É o sorriso mais sinistro que já vi.
    Podem acreditar que seus atos criminosos têm uma relação direta com seu histórico de vida e a estrutura psíquica que formou.
    Também tive contato com sua mãe. Ela me passou a impressão de não ter estrutura emocional para crer que seu filho realmente praticou tais crimes. Mas, ELE as praticou, não ela! Ela não é uma criminosa. É uma mãe muito infeliz! Tenham piedade dela.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SOL, vc é funcionária desta instituição? Em qual bairro fica? Sou jornalista em Niterói e há algum tempo pesquiso casos como esse, com o objetivo de elaborar um estudo ou livro que remonte o raciocínio dos criminosos até se tornarem o que são.

      Excluir
  20. PORRA, ele IA pra copacabana entregar esses planfetos.

    ResponderExcluir
  21. Ele não era filhinho de papai, ele sofreu abusos na infância, era espancando e um reflexo de uma realidade que a sociedade vive e esta nem ai, ele acreditava que matar meninos que viveram ou iam viver o mesmo que ele iriam leva-los ao céu e sair desse inferno, não diga besteiras e pesquise. Eu não estou o defendendo mais ele ficou assim pois foi criado numa família sem estrutura para criar um homem de bem.

    ResponderExcluir
  22. Quem o espancava não era o padrasto nem, madrasta, não tire dos pais a responsabilidade. Vamos dar uma pesquisadinha porque cause tudo que esta escrito ai esta incorreto, ele não fugiu do reformatório la ele ficava ate os 14 anos !

    ResponderExcluir
  23. marcelo morou em duque de caxias conheci ele la parecia ser um raoaz tranquilo! Quando vi essa materia asustei agora tambem moro em nietrói!

    ResponderExcluir

<